A queda nos preços do açúcar e do etanol afeta remuneração de produtores de cana-de-açúcar e deve atrasar a recuperação do setorvoltar

Publicado em : 09/10/2017
A queda nos preços do açúcar e do etanol afeta remuneração de produtores de cana-de-açúcar e deve atrasar a recuperação do setor

Seca afeta produção no interior de São Paulo mas produtividade está mantida pela elevação de ATR

Confira a entrevista com Eduardo Vasconcellos Romão - Presidente da Orplana

Em São Paulo, algumas regiões registraram mais de 90 dias sem chuvas, o que acabou trazendo consequências para a produção de cana-de-açúcar no estado.

Como conta Eduardo Vasconcellos Romão, presidente da Orplana, os canaviais que estavam em final de safra não conseguiram atingir sua produtividade máxima, enquanto aqueles que foram colhidos no início deverão ter problemas na safra seguinte. Entretanto, como não foram todas as regiões que sofreram esse impacto, as estimativas para a safra devem continuar, já que a quantidade de Açúcar Total Recuperável (ATR) compensou.

Porém, o presidente lembra que o mercado, tanto do açúcar quanto do etanol, está em declínio, o que impacta as receitas em cheio. O preço melhor do ano passado não foi suficiente para zerar as dívidas no setor, mais um fator que agrega para que o próximo ano conte com uma produção menor.

O preço por quilo de ATR gira em torno de R$0,58, enquanto, no ano passado, a safra terminou com os preços a R$0,68. Este fator, segundo Romão, aflige o setor a respeito do momento econômico pelo qual passam. Sem remuneração, os produtores ficam sem poder realizar novos investimentos.

Essa questão, para ele, levanta uma "bandeira vermelha" para o setor, em um momento no qual também não há novidades a respeito do RenovaBio.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta


Fonte: Notícias Agrícolas
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •