Biomassa mais dedicada ao etanol celulósicovoltar

Publicado em : 30/03/2017
Biomassa mais dedicada ao etanol celulósico
Patrícia Abrão afirma que, no futuro, existirão variedades de cana voltadas à produção de biomassa

Outra pesquisadora da Embrapa Agroenergia que também trabalha buscando a melhoria do processo produtivo do E2G é Patrícia Abrão de Oliveira. Formada em Farmácia-Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (USP), com mestrado em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e doutorado em Química pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (USP), ela atua, hoje, com caracterização de biomassa.

 Patrícia explica que, quando uma biomassa vai entrar em processo de produção de energia, ela precisa ser caracterizada quimicamente, principalmente para poder ajudar o melhorista, ou o responsável pelo desenvolvendo, a entender suas características químicas, como o que possui de diferente que poderá auxiliar no seu desempenho em determinados processos, como, por exemplo, na produção de biocombustíveis.

 “Atualmente, o cenário mais comum no mercado brasileiro é a caracterização de biomassa para produção de açúcar. Porém, como temos esse foco em etanol 2G, só essas analises não são suficientes. Por conta disso, temos que entender o que aquele bagaço ou palhada possui visando melhorar o processo de produção do E2G.”

 A pesquisadora explica que esse estudo visa ajudar o melhoramento a conseguir uma biomassa mais dedicada ao etanol celulósico. “Por enquanto, o cenário ainda permite utilizar qualquer bagaço. Porém, existem variedades com bagaços diferentes. Dessa forma, quando sair a primeira cana dedicada, com bagaço melhor, ela terá que ser valorizada em cima do que ela proporciona”, finaliza.

 Veja matéria completa na editoria Pesquisa & Desenvolvimento, edição 40 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.

Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •