Campo exige cada vez mais pesquisa e mão de obra qualificadavoltar

Publicado em : 10/11/2017
Campo exige cada vez mais pesquisa e mão de obra qualificada
“O Brasil, no momento em que tiver mais estabilidade política e jurídica, absorverá um volume gigantesco de mão de obra mais qualificada”, alerta Maturro

Quem não se qualificar não vai atuar no campo

Andréia Vital

 "Antes se dizia que, se não estudasse, teria que trabalhar na roça. Hoje é o contrário: quem não se qualificar não vai atuar no campo", ressaltou Francisco Matturro, vice-presidente da Abag, ao afirmar que o Brasil, no momento em que tiver mais estabilidade política e jurídica, absorverá um volume gigantesco de mão de obra mais qualificada. O executivo, que também é o atual presidente da Agrishow, participou do painel "Produtividade e Competitividade no Campo", no Congresso de Inovação 2017 – Megatendências 2050, realizado recentemente pelo Centro Universitário FEI,em São Bernardo do Campo, SP, e destacou, entre tantas novidades empregadas no campo, a experiência da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) como a revolução agrícola que o país está vivendo.

“O ILPF foi criado há 10 anos e temos hoje 11.470 milhões hectares na adoção de algum tipo de integração, sendo 1.1 milhão de hectares com a adoção de 100% da tecnologia; dados validados pela Embrapa”, disse ele, comentando que o produtor brasileiro, atualmente, produz na mesma área no mínimo três safras. “Só em solo e clima tropical é possível fazer isso. Hoje, temos uma safra de milho, uma safra de soja, envolvendo a combinação gramínea e leguminosa, uma safra de boi e muitos agricultores já estão com uma quarta safra de bezerros, e podemos incluir uma quinta safra, a de palha”, elucidou.

Para ele, a conectividade total no campo caminha a passos largos e não se levará o mesmo tempo para a integração lavoura-pecuária-floresta que se levou para fazer o plantio direto. “Não iremos demorar este tempo, será muito mais rápido do que isso, pois temos a contribuição da alta tecnologia das máquinas e conectividade total, e isso tem caminhado a passos largos; o Brasil só vai crescer dentro dessa área”, afirmou, comentando que a oportunidade de o Brasil arrancar rapidamente é pela logística.


Veja mais informações na revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.

 


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •