Dos 90 mil hectares da Agroterenas, 70% possui infestações de nematoides com níveis médios e altosvoltar

Publicado em : 17/07/2017
Dos 90 mil hectares da Agroterenas, 70% possui infestações de nematoides com níveis médios e altos
Os resultados na Agroterenas foram excelentes, nem mesmo foi preciso colher e pesar a cana para constatá-los. Divulgação FMC/Vitor Ramos

Maior fornecedora de cana do mundo, Agroterenas aceitou testar o novo nematicida químico da FMC

Em casos de variedades de cana muito suscetíveis e níveis populacionais muito altos, as perdas com nematoides podem chegar a até 50% da produtividade. Mas como a praga é invisível, poucos acreditam que ela exista, ou que tenha tanto poder de estrago. Para a FMC AgriculturalSolutionsa melhor forma de convencimento é apresentar resultados. Por isso, a empresa realizou o Tour Comando Nematoide quecolocou o pé na estradapara mostrar bons exemplos com o uso de seus nematicidas.

A primeira parada foi em uma das fazendas da Agroterenas, considerada a maior fornecedora de cana do mundo. A Empresa possui três unidades localizadas nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul e fornece cana para usinas da Raízen e da Odebrecht Agroindustrial.

A escolha da Agroterenas não foi por acaso, cerca de 70% da área, que beira os 90 mil hectares, possui níveis médios e altos de infestação com possibilidade de chegar a 10 TCH de perdas. O supervisor de operações agrícolas da Agroterenas, Renato Smirmaul, conta que em 100% da área de renovação, que este ano girará em torno de 14 mil hectares, é feito levantamento de nematoides. Deste montante, é aplicado nematicida em todas as áreas com infestações em níveis médios e altos.

Com tamanha bagagem no controle de nematoides, a empresa aceitou testar o novo nematicida da FMC: o Marshal Star. “Os resultados foram excelentes, sendo que nem mesmo foi preciso colher e pesar a cana para constatá-los. Basta olhar o stand, a altura do canavial e o número de colmos”, conta o engenheiro agrônomo de desenvolvimento técnico de mercado da FMC, Leonardo Brusantin.

Na área de testes com o Marshal Star, foram registradas médias de 15 colmos por metro linear, contra 12 da testemunha. “Isso resulta em uma diferença de 25% entre as áreas, o que refletirá grandemente em ganhos de produtividade”, relata Brusantin.
Veja matéria completa na editoria Especial Nematoides na edição 43 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •