Entrada na União Europeia impulsiona agricultura portuguesavoltar

Publicado em : 09/10/2017
Entrada na União Europeia impulsiona agricultura portuguesa
Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Até 2020 serão mais 8,1 bilhões de euros para investir neste setor

Com a entrada na União Europeia, em 1986, Portugal passou a receber ajuda comunitária da Política Agrícola Comum. Até 2020 serão mais 8,1 bilhões de euros para investir neste setor. E há 15 anos, o governo português iniciou o regime de apoio à reestruturação e reconversão da vinha.

Para Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, este é um programa que fez muito por aquilo que é o setor da vinha em Portugal porque permite, “de uma forma simples e com apoios financeiros muito generosos, reestruturar as antigas vinhas por novas, melhor localizadas, com as castas mais adequadas, enfim, com todos os requisitos técnicos que a nova vitivinicultura exige”.

O Ministro afirma que o governo vai duplicar o apoio à reestruturação e reconversão da vinha, possibilitando a apreciação de candidaturas até 80 milhões de euros durante 2017. O país conta com mais de 750 empresas de vinhos ativas, fora milhares de produtores.

Veja matéria completa na editoria O Agro pelo Mundo, na edição 46 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •