Ganho de produtividade por meio do Sistema Meiosi + MPB foi um dos destaques de Fórum Internacionalvoltar

Publicado em : 05/09/2017
Ganho de produtividade por meio do Sistema Meiosi + MPB foi um dos destaques de Fórum Internacional
“Quem ainda não adotou o sistema MPB-Meiosi está perdendo”, diz Ismael

A proposta é tombar a cana sadia em solos revigorados por outras culturas, turbinando seu desempenho

A tecnologia de Mudas Pré-Brotadas (MPB) aliada ao sistema de Meiosi (Método Inter Rotacional Ocorrendo Simultaneamente) foi um dos destaques do Fórum Internacional dos Produtores de AgroEnergia, realizado, em 23 de agosto, pela Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (ORPLANA), em parceria com a consultoria Datagro. O evento aconteceu no pavilhão Planeta Cana montado na Fenasucro & Agrocana, maior feira de tecnologia sucroenergética do mundo, ocorrida de 22 a 25 de setembro em Sertãozinho, SP.

Para falar sobre o assunto, subiu ao palco um dos maiores especialistas da área: o diretor do Centro de Cana do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Marcos Landell. O pesquisador explicou ao público que a MPB é uma tecnologia de multiplicação que pode contribuir para a produção rápida de mudas, associando elevado padrão de fitossanidade, vigor e uniformidade de plantio. Outro grande benefício está na redução da quantidade de mudas que vai a campo. Para o plantio de um hectare de cana, o consumo de mudas cai de 18 a 20 toneladas, no plantio convencional, para apenas duas toneladas no MPB. “Isso significa que 18 toneladas que seriam enterradas como mudas irão para a indústria produzir álcool e açúcar, gerando ganhos”, afirma.

A tecnologia é direcionada a aumentar a eficiência e os ganhos econômicos na implantação de viveiros, replantio de áreas comerciais e possivelmente renovação e expansão de áreas de cana-de-açúcar.

Em seguida, subiu ao palco o produtor Ismael Perina Júnior, um dos proprietários da Fazenda Belo Horizonte, em Jaboticabal, SP. Perina explicou o que o levou a adotar o sistema de MPB. “Estava jogando 25 toneladas de cana por hectare no sulco de plantio. Aquilo não estava certo”, disse. Em uma conversa com Marcos Landell, o produtor foi apresentado ao método de muda pré-brotada. Foi paixão à primeira vista. “Essa tecnologia foi a maior revolução que o setor já passou. Quem não está indo nessa linha, está perdendo muito.”

Perina foi um dos pioneiros na adoção do sistema de Meiosi com MPB, cuja proposta é tombar uma cana sadia em solos revigorados por outras culturas, turbinando seu desempenho. “Quando adotei esse sistema, há quatro anos, minha taxa de multiplicação era de 1x7 (1 linha de cana plantada com MPB gerava muda para setes linhas). Hoje, minha taxa de multiplicação já alcança 1x30”, contou o produtor, afirmando que o sistema Meiosi e MPB pode ser adotado por todos os produtores de cana, independente do tamanho.

Veja mais informações na revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •