Grupo Colombo utiliza colhedora de cana inteirano plantio semi-mecanizado no sistema de Meiosivoltar

Publicado em : 30/08/2017
Grupo Colombo utiliza colhedora de cana inteirano plantio semi-mecanizado no sistema de Meiosi
Anteriormente abandonada, colhedora de cana inteira CAMECO S30B passa a ser peça principal no sistema de Meiosi do Grupo Colombo. Foto: Divulgação Grupo Colombo

Modelo CAMECO S30B, fabricado e importado pelo Grupo na década de 1990, estava parado no pátio da usina

O Grupo Colombo, fundado em 1940, é uma das empresas mais sustentáveis do setor sucroenergético. Conta com três unidades produtoras nas cidades paulistas de Palestina, Ariranha e Paranapuã e, além da produção de etanol, energia elétrica e açúcar, é dona das marcas de açúcar Colombo e Caravelas comercializadas no varejo.

O bom desempenho do Grupo Colombo tem como base uma gestão comprometida com as boas práticas, investimento em inovações e capacitação de seus profissionais. Esse conjunto de ações muitas vezes inspira a equipe a criar soluções caseiras e desenvolver técnicas que aprimoram sistemas que estão em uso, como acontece com a Meiosi (Método Interrotacional Ocorrendo Simultaneamente), que com o uso do piloto automático voltou a ser adotado pelo setor de cana.

Neste sistema, planta-se uma ou duas linhas de cana intercaladas por oito ou mais linhas de cereais ou adubação verde. Quando estiver no ponto da formação do canavial, esta cana é colhida e seus toletes preenchem as linhas onde estava a cultura intercalar.

Porém, o Grupo Colombo tem enfrentado alguns problemas operacionais para realização da Meiosi em suas áreas, principalmente no que tange a questão da falta de disponibilidade de mão de obra, seja para a colheita manual da rua “mãe” quanto para a desdobra da cana. “Como ainda não temos know-how suficiente para a mecanização plena das operações de Meiosi, optamos por investir no meio-termo: corte mecanizado com plantio manual”, conta o gerente agrícola do Grupo Colombo, unidade Ariranha, José Luiz Menossi.

A primeira alternativa, que não deu muito certo, foi adaptar uma carregadora, que iria cortar a cana e deitá-la sobre o solo. Em seguida, a empresa tentou adaptar uma colhedora de cana picada. Neste caso, foi tirado o rolo picador e adicionado um direcionador na traseira da máquina. A cana saía inteira e o colaborador apenas faria a desdobra para as ruas que seriam plantadas. “Entretanto, o resultado não ficou bom, pois tivemos bastante danos às gemas.”

Já o terceiro caminho seguido pelo Grupo Colombo deu certo e parece ser o definitivo. “Pegamos uma colhedora de cana inteira que estava parada há tempos no pátio da unidade, fizemos algumas modificações e a colocamos para trabalhar. O resultado foi excepcional”, destaca o gerente agrícola.

A colhedora em questão é uma CAMECO S30B, fabricada e importada pela Colombo na década de 1990. O modelo consome cerca de 18,5 litros/hora, possui velocidade de trabalho de 5 a 6 km/h, conta com um motor Caterpillar 3304 T de 200 hp e utiliza pneus como tipo de rodado. Já o corte de base é feito por um único disco, cujo diâmetro é bem maior do que o convencional. “Seu corte é perfeito, não estilhaçando mesmo na velocidade de 6km/hora”, ressalta Menossi.

Ele explica que, em função do braço lateral da máquina, que afeta seu centro de gravidade, é necessário deixar dois sulcos sem sulcar, pois, caso contrário, a colhedora irá cair dentro deles. “Esse braço deve ser manobrado por um segundo operador. O lado positivo é que ele conseguirá, dependendo da ocasião, mexer no mecanismo e distribuir a cana onde for necessário, como, por exemplo, na terceira ou quarta rua.”

Veja matéria completa na editoria Especial Inovação na edição 45 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •