Mais capitalizado, setor sucroenergético aumenta investimento em tecnologiavoltar

Publicado em : 12/05/2017
Mais capitalizado, setor sucroenergético aumenta investimento em tecnologia

Tradicional profissional do setor, João Martins, comemora o bom momento: boas soluções tecnológicas e o setor com mais poder de compra

João Martins faz parte daquele time de profissionais apaixonados pela cana-de-açúcar, segmento que atua há 42 anos, onde já acompanhou muitos altos e baixos do setor e, também, sua evolução tecnológica. Após trabalhar por muito tempo em usinas, a última foi a Abengoa, Martins revolveu compartilhar seu conhecimento, para isso, abriu a J Martins Agronomia, uma consultoria agrícola, especializada, principalmente na lavoura canavieira.

“O canavial passa por muitas transformações, é a mecanização exigindo mudanças nos tratos culturais, é a introdução de tecnologias como muda pré-brotada, o uso de agricultura de precisão, o fortalecimento de sistemas como a Meiosi. E quem atua nesse setor precisa estar atento, conhecer essas ferramentas e saber tirar proveito delas para a obtenção de canaviais produtivos por mais tempo. Nosso trabalho é orientar nossos clientes nesse sentido”, observa João Martins.

Na Agrishow 2017, maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, realizada em Ribeirão Preto, de 1 a 5 de maio, João Martins acompanhou seus clientes para orientar sobre as tecnologias que não podem faltar na formação dos melhores canaviais. O consultor estava animado não só com as boas opções de máquinas e implementos expostos, mas, principalmente, pelo aumento do poder de compra de usinas e produtores rurais.

“A partir do segundo semestre de 2015, a situação do setor sucroenergético começou a melhorar, possibilitando a volta dos investimentos, que começaram tímidos, em decorrência do alto endividamento, mas agora estão mais vigorosos. E claro, direcionados mais para o campo, pois é necessário ter mais cana, não aumentando área, mas sim a produtividade. Há boas soluções disponíveis no mercado e o setor está mais capitalizado para adquiri-las”, observa Martins.

Veja mais informações na revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •