Moagem na 2ª quinzena de junho apresenta retração de 1,42%voltar

Publicado em : 13/07/2017
Moagem na 2ª quinzena de junho apresenta retração de 1,42%

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades produtoras do Centro-Sul somou 47,55 milhões de toneladas na segunda quinzena de junho de 2017, com retração de 1,42% sobre o valor observado na mesma quinzena de 2016 (48,23 milhões de toneladas).

No acumulado desde o início da safra até 01 de julho, a moagem atingiu 198,75 milhões de toneladas, registrando atraso de 7,81% na comparação com a quantidade processada no mesmo período do ciclo anterior (215,59 milhões de toneladas).

A fabricação de açúcar na segunda metade de junho alcançou 2,97 milhões de toneladas, leve incremento sobre as 2,80 milhões de toneladas verificadas em igual data de 2016. Já a produção de etanol alcançou 1,78 bilhão de litros no mesmo período.

A produção de etanol hidratado registrou queda de 13,2% nos últimos 15 dias de junho, totalizando 963,95 milhões de litros. A produção quinzenal de anidro, por sua vez, alcançou 833,06 milhões de litros - volume similar aos 836,77 milhões de litros computados em igual período do ano anterior.

Do montante total de cana processada na segunda quinzena de junho, 50,48% destinou-se à fabricação de açúcar, 23,52% à produção de etanol anidro e 26,00% ao hidratado. Estas cifras foram influenciadas pela menor moagem das unidades autônomas (empresas que só produzem etanol), que representaram 14,61% da moagem na última quinzena ante 16,88% no mesmo período da safra passada.

Com isso, a produção acumulada de açúcar até 01 de julho atingiu 11,05 milhões de toneladas, praticamente igual à quantidade contabilizada em igual período de 2016/2017 (11,01 milhões de toneladas). A produção acumulada de etanol somou 7,61 bilhões de litros, sendo 3,22 bilhões de litros de etanol anidro e 4,39 bilhões de litros de hidratado.

ATR

O teor de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) segue sem alterações expressivas. Foram 129,97 kg de ATR por tonelada de cana registrados na segunda quinzena de junho, contra 129,80 kg na mesma data de 2016 e 128,60 kg na primeira quinzena de junho de 2017. Igualmente, no acumulado da atual safra até 01 de julho, a concentração de ATR na planta atingiu 123,17 kg, praticamente estável sobre o índice contabilizado em igual período do ciclo anterior (123,62 kg).

Até 01 de julho, 265 unidades produtoras estavam em atividade no Centro-Sul, ante 274 em idêntico período de 2016. A expectativa é de que outras 6 unidades ainda iniciem a safra nas próximas quinzenas.

No tocante à produtividade agrícola, dados preliminares apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) para uma amostra de 105 empresas indicam que o rendimento médio da área colhida em junho atingiu 86,84 toneladas de cana por hectare, aumento de 3,8% em relação ao índice apurado no mesmo mês do último ano. Esse crescimento reflete o clima propício ao desenvolvimento da planta observado no início da safra corrente.

Apesar da melhoria da produtividade no último mês, o índice acumulado de abril a junho alcançou apenas 82,12 toneladas por hectare, configurando uma quebra de 0,91% em relação ao mesmo período do ciclo 2016/2017.

Vendas

O volume de etanol comercializado pelas unidades do Centro-Sul totalizou 2,12 bilhões de litros em junho de 2017. Desse total, 149,46 milhões de litros foram destinados à exportação e 1,97 bilhão de litros ao mercado interno.

No mercado doméstico, as vendas de etanol anidro somaram 838,70 milhões de litros, leve redução sobre os 861,69 milhões de litros verificados em junho de 2016.

Já o volume comercializado de hidratado nesse mesmo mercado alcançou 1,13 bilhão de litros, muito próximo aos 1,16 bilhão de litros computados em maio, mesmo com este último contando com um dia adicional para venda do produto comparativamente a junho.

Para acessar o relatório quinzenal de safra, clique aqui.

O realtório completo da safra está disponível no UnicaData, clique aqui.

 


Fonte: Unica
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •