O futuro brotou!voltar

Publicado em : 21/06/2017
O futuro brotou!
Germinação do Plene Emerald: tecnologia trará ganho de produtividade, redução de custos e simplificará o plantio de cana. Crédito CanaOnline

Syngenta revela, em primeira mão, detalhes do Plene Emerald, sua semente artificial de cana que promete revolucionar os canaviais

Luciana Paiva e Leonardo Ruiz

Em 2015, a Syngenta anunciou que estava desenvolvendo uma tecnologia que iria revolucionar a lavoura canavieira: a semente artificial de cana Plene Emerald, que permite plantar cana como se planta grãos – colocando no sulco a cada 50 centímetros uma semente, em um total de 200 quilos por hectare, bem diferente das quase 20 toneladas que se plantam hoje utilizando os toletes de cana. O plantio será com máquinas bem mais leves e com alta eficiência, semeando Emerald por vários hectares/dia e gerando um canavial sadio e com alta produtividade.

A notícia descrevendo esse cenário dos sonhos agitou o setor, afinal, além da necessidade de melhorar o desempenho dos canaviais, é fundamental aumentar a competitividade, e a área agrícola é responsável por 70% dos custos de produção. Segundo o fechamento da safra 2014/2015 realizado pelo PECEGE/CNA, o custo da formação do canavial foi de, aproximadamente, R$ 7.000,00/ha na região Centro-Sul do Brasil, dos quais 25% correspondem ao preparo de solo, 65% ao plantio e 10% aos tratos culturais da cana planta. Ou seja, o custo específico do plantio de cana-de-açúcar na safra 14/15 foi de R$ 4.550,00/ha. Assim, as tecnologias direcionadas para a evolução do plantio de cana são muito bem-vindas.

Após o agito com a notícia sobre o Plene Emerald, a Syngenta se recolheu para o campo das pesquisas, porém, os profissionais do setor, sempre que possível, questionam sobre em que pé está a tecnologia de semente artificial de cana. Mas, no fim deste mês de maio, novidades vieram a público quando a Syngenta abriu as portas de sua Estação Conhecimento, localizada em Itápolis, SP, para apresentar sua nova oferta estruturada para a cultura canavieira: o Integrare Cana.

Para receber centenas de profissionais de usinas, produtores rurais e representantes técnicos de cooperativas, durante duas semanas, a empresa montou na Estação Conhecimento, uma megaestrutura que contou com: talhões com as principais variedades de cana plantadas no Brasil (e exemplos das que serão lançadas, como as quatro variedades da Syngenta); áreas de plantio de muda pré-brotada (MPB); Meiosi com MPB; e 10 tendas, onde os visitantes receberam informações e conferiram resultados sobreas soluções da Syngenta para aumentar o desempenho dos canaviais.

A última parada era exatamente no estande do Plene Emerald, a semente de cana da Syngenta. Os visitantes receberam informações sobre a tecnologia, puderam vê-la de pertinho e comparar o sulco que recebeu o Emerald com o sulco do plantio convencional por tolete.
Veja matéria completa na editoria Capa na edição 43 da revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.

 


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •