Pecuarista troca boi por cana e obtém média de produtividade de 117 toneladas por hectarevoltar

Publicado em : 09/05/2017
Pecuarista troca boi por cana e obtém média de produtividade de 117 toneladas por hectare
O filho Maciel, a filha Carolina, Maciel Garcia, e Weder Fornel, administrador da fazenda Areias, visitam o estande da DMB na Agrishow

Na fazenda Areias, o canavial já está no quarto corte e se mantém na casa dos três dígitos

Há menos de oito anos, a fazenda Areias, em São Joaquim da Barra, SP, tinha a pecuária como sua principal atividade, mas seu proprietário, Maciel Francisco Garcia Filho, em busca de melhor remuneração, resolveu investir na lavoura canavieira.

Como pecuarista, Maciel era daqueles considerados modelo: gado de primeira e pasto bem-tratado. Na Areias não havia essa coisa de pastagem degradada, tão comum no Brasil. Por isso, quando entrou com a cana, não precisou recuperar as terras, porém, nem por isso, deixou de realizar um preparo de solo perfeito.

“O preparo do solo e o plantio bem-feito são fundamentais para a obtenção de um canavial com alta produtividade”, afirma Maciel. A cana cobre uma área de 220 hectares na fazenda Areias, o canavial já está no quarto corte e apresenta média de produtividade de 117 toneladas por hectare. Dedicação nos tratos culturais na soqueira é o segredo para se manter a alta produtividade por mais bons anos.

Maciel acompanha de perto seu canavial e avisa: “não tem Sphenophorus levis”. A praga que anda comendo os canaviais de forma devastadora. Perguntamos se não tem mesmo, ou se ele não procurou? “Não tem mesmo, estamos de olho, além disso, o pessoal da Alta Mogiana, usina para quem forneço a cana, realizou as análises e não encontrou nada”, conta o produtor.

Para implementar o canavial e realizar os tratos culturais de forma eficiente, Maciel é adepto de tecnologia agrícola de ponta, por isso, levou sua equipe e seus filhos à Agrishow 2017 - 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola –, que aconteceu de 1 a 5 de maio em Ribeirão Preto, SP.
Como seu negócio agora é cana, Maciel não deixou de visitar o estande da DMB Máquinas e Implementos Agrícolas, de Sertãozinho, SP, com 53 anos de mercado, a DMB é a empresa de maior tradição na produção de implementos para a cultura da cana-de-açúcar, 100% dos produtos desenvolvidos são dirigidos à lavoura canavieira.

Na fazenda Areias, vários implementos da DMB estão em ação, nesta Agrishow, Maciel veio em busca de outros implementos para reforçar sua linha, como o Cultivador Quebra-Lombo e Adubadores. E aproveitou para saber mais sobre a Plantadora de cana picada PCP 6000 Automatizada. “Ainda não reformei o canavial, trabalhamos para que se mantenha com alta produtividade por muito tempo, mas já estou observando essa plantadora. Vi trabalhando e gostei muito. Não neste este ano, mas deve ser nossa próxima aquisição.”

Mas, e ter trocado a pecuária pela cana, foi um bom negócio? “Sim. Adoro a pecuária, mas a remuneração da cana, no médio e longo prazo, é imbatível, nem gado e nem grãos remuneram mais. Vamos continuar na cana e trata-la cada vez melhor”, conclui Maciel.


Veja mais informações na revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •