Perdemos o Nematologista Wilson Novarettivoltar

Publicado em : 13/10/2015
Perdemos o Nematologista Wilson Novaretti
Novaretti em sua participação no Insectshow de 2015

O mundo da cana ficou mais triste, faleceu, em 9 de outubro o nematologista Wilson Roberto Trevisan Novaretti. Sócio fundador da Sociedade Brasileira de Nematologia, Novarettti formou-se engenheiro-agrônomo pela ESALQ/USP de Piracicaba, SP, e graduou-se em 1973. Elegeu a cultura canavieira como companheira em sua vida profissional. Sua dissertação de Mestrado na ESALQ foi: Efeitos de diferentes níveis de populações iniciais de Meloidogyne javanica 

em duas variedades de cana-de-açúcar cultivadas no Estado de São Paulo. E a tese de doutorado, também pela Esalq, teve como tema: Controle de Meloidogyne incógnita e Pratylenchus zeae em cana-de-açúcar com nematicidas, associados ou não a matéria orgânica.
Atuou por muitos anos como pesquisador na Coopersucar, onde criou o setor de Nematologia na década de 1970. Mais tarde, passou a desempenhar atividade de consultoria técnica nas áreas de cana-de-açúcar e café. Para dar suporte às ações de consultoria, criou, em Piracicaba/SP, o Laboratório ANNA (Análises Nematológicas na Agricultura), hoje com filiais em outros estados brasileiros.

Novaretti era presença garantida nas edições do Seminário Sobre Controle de Doenças e Pragas da Cana-de-Açúcar (Insectshow), onde passava importantes informações para o controle das pragas no canavial. Um dos seus grandes alertas envolvia os nematoides: “Não é porque não se pode ver, que significa que não existe nematoide. Existe e a perda é grande.”
Acometido há alguns anos por grave doença, o “Guerreiro” Novaretti esteve ativo o quanto foi possível. Prova disso, foi sua participação no último Insectshow, realizado em julho. Segundo Dib Nunes Jr., realizador do evento, “tratou-se de uma das mais maravilhosas apresentações, um importante resumo de mais de 40 anos de estudos e pesquisas no combate às pragas da cana de açúcar.” Aquela foi a sua última palestra e o público o aplaudiu em pé.

Segundo Dib, Novaretti possuía uma personalidade marcante, persistente, sempre preocupado em passar conhecimentos a todos, além de fantástico pesquisador que mudou conceitos e criou vários moddus operandi para o controle das pragas da cana-de-açúcar. Seus ensinamentos permanecerão vivos nos canaviais. E Novarettti permanecerá vivo na lembrança dos amigos, que são muitos.

Obrigado, Novaretti!
Veja mais informações na revista CanaOnline. Visualize a edição no site ou baixe grátis o APP CanaOnline para tablets e smartphones – www.canaonline.com.br


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •