Setor sucroenergético ocupou 37% das vagas do Pronatec no Estado de São Paulovoltar

Publicado em : 20/05/2015
Setor sucroenergético ocupou 37% das vagas do Pronatec no Estado de São Paulo
Participantes da reunião que enfocou o setor sucroenergético no Pronatec

Em 2015 os cursos se iniciam apenas no segundo semestre; já o levantamento de cursos para 2016 ocorre entre julho e setembro


Isso ocorreu nos anos de 2013 e 2014 e demonstra a importância estratégia que a agroindústria canavieira tem para o Pronatec e o MDIC (Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Quem disse isso foi Fernando Lourenço, da Secretaria de Inovação do Ministério, durante reunião que ocorreu ontem, na unidade do Senai-SP de Ribeirão Preto.

O evento reuniu mais de 50 profissionais de diferentes grupos sucroenergéticos, que ao todo representam 103 unidades produtoras no Centro-Sul do país. O objetivo da reunião foi apresentar uma avaliação do Pronatec até o momento, relatar a participação da agroindústria canavieira no programa e estabelecer diálogo com os representantes das usinas visando o aperfeiçoamento do programa. Inclusive, os profissionais das usinas tiveram a oportunidade de sanar dúvidas e fazer observações.

Outro assunto abordado no encontro foi o início dos cursos do Pronatec em 2015. Por conta do processo de adequação ao ajuste fiscal em que os ministérios estão se enquadrando, o programa será startado nesse ano apenas no segundo semestre. No entanto, duas atividades econômicas são exceção: o setor sucroenergético e o de construção são os únicos que tiveram cursos realizados no primeiro semestre de 2015.

Durante a reunião de ontem, Andrei Jose Rodrigues, Analista de Comércio Exterior da Secretaria de Inovação do MDIC, relatou que as usinas sucroenergéticas interessadas em qualificar trabalhadores no exercício de 2016 devem ficar atentas ao calendário. Entre julho e setembro de 2015 deste ano acontece o levantamento da demanda do Pronatec para o primeiro semestre do próximo ano.

A reunião foi organizada pela Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), sob o comando de Iza Barbosa, consultora de responsabilidade social da entidade, e contou com a presença de representantes do MDIC e do Senai.

Veja mais notícias na Revista CanaOnline, visualize no site ou baixe grátis o aplicativo para tablets e smartphones – www.canaonline.com.br.

 


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •