Setor sucroenergético reduz em 80% o uso da água na indústriavoltar

Publicado em : 23/03/2017
Setor sucroenergético reduz em 80% o uso da água na indústria

O setor sucroenergético mineiro tem contribuído significativamente para a proteção dos recursos hídricos, com uma redução espetacular do uso da água no processo industrial. Se na década de 90, era necessária uma captação de 5 m3/t de cana processada, atualmente está em cerca de 1m3/t (redução de 80%), sendo que muitas empresas utilizam abaixo deste volume.

 Os dados se tornam mais importantes ainda porque vieram acompanhados de um crescimento da produção de cana de açúcar no estado, passando de uma safra de 18,9 milhões de toneladas 03/04) para os atuais 62,8 milhões de toneladas (safra 16/17).

Os investimentos na expansão da produção de etanol, açúcar e bioeletricidade, nos últimos anos, contemplaram também a otimização do uso da água na indústria, com o processo de circuito fechado, o que permite seu reaproveitamento, nos vários ciclos de moagem.

De acordo com o pesquisador do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), André Elia Neto, a indústria canavieira pratica um índice de reuso de água em seu processo industrial de 95%. ‘Isso indica o alto grau de reaproveitamento do insumo e a menor pressão sobre os recursos hídricos”, afirma.

De acordo com o Gerente Ambiental da SIAMIG, Jadir Oliveira, o aumento da moagem de cana da usina com a redução da captação de água foi um desafio colocado para o setor no estado, no esforço de fazer uma economia de água dentro do processo.

“O ganho maior e imediato dessa conquista é ambiental, já que que o retorno financeiro é de longo prazo, mas o maior objetivo foi a busca da sustentabilidade e redução da captação da água de superfície”, afirma Oliveira.

 


Fonte: Gerência de Comunicação Siamig
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •