Subprodutos da cana- aliados ou problemas?voltar

Publicado em : 12/07/2017
Subprodutos da cana- aliados ou problemas?
Vinhaça, um dos subprodutos da cana que se enquadra na categoria aliado ou problema

Fórum dos Produtores de Agroenergia debaterá soluções para que os subprodutos da cana-de-açúcar reforcem o caixa do produtor

Da cana-de-açúcar pode-se aproveitar praticamente tudo, pois os subprodutos e resíduos podem ser utilizados na alimentação humana e animal, na fertilização de solos e na cogeração de energia. Dentre os subprodutos e resíduos, estão:

Bagaço: resíduo fibroso da extração do caldo pelas moendas. A quantidade produzida depende do teor de fibra da cana processada, apresentando, em média, 46% de fibra e 50% de umidade, resultando, aproximadamente, em 280 quilos de bagaço por tonelada de cana processada. Pela proporção em que é produzido e devido à sua composição, o bagaço constitui-se em um dos mais importantes subprodutos para a indústria sucroalcooleira. Suas principais aplicações são: combustível para caldeira, produção de celulose e na alimentação de gado confinado.
Palha da cana-de-açúcar constitui-se de tudo que é retirado antes do processo de esmagamento que extrai o caldo da cana (utilizado para produzir o açúcar e o álcool). Isso inclui não somente as folhas secas, mas também as verdes e o "ponteiro" (ponta) da planta. Em cada tonelada de cana, 140 Kg é palha, sendo que o valor de seu poder calorífico inferior – PCI – é da ordem de 15 MJ/Kg (base seca). Um dos grandes usos da palha é a produção de energia elétrica.
Vinhaça: resíduo da destilação do vinho. Sua produção é, normalmente, relacionada à de álcool, variando na proporção de 12 a 18 litros de vinhaça por litro de álcool, dependendo da natureza da matéria-prima processada. Suas principais aplicações são para a alimentação de animais, produção de proteínas (biomassa), produção de metano e fertilização de solos, sendo esta última a mais utilizada.
Óleo fúsel: constituído de álcoois (álcool etílico e superiores), furfural, aldeídos, ácidos graxos etc. O óleo fúsel é produzido na proporção de 0,05 a 0,2 litros para 100 litros de álcool, apresentando uma composição variável em função da natureza e qualidade da matéria-prima, bem como da qualidade do álcool produzido. É matéria-prima para processamento de refinação, de onde se extraem álcoois com diversos graus de pureza e para obtenção de outras substâncias químicas, como, por exemplo, solventes.
Torta de filtroé proveniente da filtração do caldo extraído das moendas no filtro rotativo. A concentração da torta de filtro é constituída de cerca de 1,2 a 1,8% de fósforo e cerca de 70% de umidade. A torta também apresenta alto teor de cálcio e consideráveis quantidades de micronutrientes.

Apesar de significarem fonte de renda, alguns subprodutos da cana se não forem bem aproveitados, podem gerar crimes ambientais e prejuízos financeiros, como o uso ou descarte em excesso de bagaço, de vinhaça, torta de filtro, e até da palha no canavial, esse último pode proporcionar aumento de pragas.
Assim, os subprodutos da cana podem ser aliados ou problemas.E esse será um dos temas doFórum de Produtores de AgroEnergia(FarmersForumAgriEnergy), evento internacional realizado pelaOrganização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (ORPLANA) e pela Datagro Consultoria e que contará com a Infraestrutura Organizacional da Reed Alcântara Machado, organizadora da FENASUCRO & AGROCANA.
O Fórum de Produtores de AgroEnergiaacontece em 23 de agosto, em Sertãozinho, SP, e integra a programação oficial da 25ª FENASUCRO & AGROCANA.

Programação e inscrições pelo site: http://www.datagroconferences.com.br/forumagroenergia2017/pt-br/

Mais informações com Elizabeth Alves, Coordenadora de Comunicação da ORPLANA:elizabeth@orplana.com.br


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •