UNICA comemora aprovação das diretrizes do RenovaBiovoltar

Publicado em : 09/06/2017
UNICA comemora aprovação das diretrizes do RenovaBio

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) comemora a deliberação do Conselho Nacional de Políticas Energéticas (CNPE) sobre o programa RenovaBio. Em reunião realizada na manhã de ontem (08/06), o CNPE formalizou as diretrizes estratégicas para a Política de Biocombustíveis, que em linhas gerais estão orientadas pela previsibilidade e metas de participação dos combustíveis renováveis na matriz energética brasileira; por regras de comercialização lastreadas em emissões de gases de efeito estufa; por um equilíbrio econômico, financeiro e socioambiental; e pela diversificação de produtos, especialmente em sintonia com a evolução da indústria automobilística com o programa Rota 2030.


"Na nossa visão, o País dá um passo ainda maior com essa decisão. Essa política de descarbonização do transporte contribuirá para o cumprimento dos compromissos que o Brasil assumiu no Acordo de Paris (COP-21), além de destravar os investimentos do setor sucroenergético", afirma Elizabeth Farina, presidente da UNICA.

A entidade, que tem contribuído com o Ministério de Minas e Energia (MME) para o desenvolvimento do RenovaBio, parabeniza Fernando Coelho Filho pela idealização do programa e liderança na condução do processo de aprovação e também o Ministro de Agricultura, Blairo Maggi, que tem dado total apoio no avanço de uma política que visa crescimento e sustentabilidade. “Nosso desejo converge com o do Ministro Fernando Coelho Filho: de que o programa se transforme em lei rapidamente", completa Farina.

UNICA
A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA - www.unica.com.br) é a entidade representativa das principais unidades produtoras de açúcar, etanol (álcool combustível) e bioeletricidade da região Centro-Sul do Brasil, principalmente do Estado de São Paulo. As usinas associadas à UNICA são responsáveis por mais de 50% da produção nacional de cana, 60% da produção de etanol e quase 70% da bioeletricidade ofertada para o Sistema Interligado Nacional (SIN). Na safra 2016/17, o Brasil produziu aproximadamente 651 milhões de toneladas de cana, matéria-prima utilizada para a produção de 38,7 milhões de toneladas de açúcar, 27,2 bilhões de litros de etanol e mais de 20 TWh para a rede elétrica nacional.

 


Fonte: Unica
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •