Vídeos CanaOnline

  • Play

AS USINAS DO NE CARECIAM DE UM HERBICIDA PARA ÉPOCA ÚMIDA E QUE TIVESSE LONGO RESIDUAL

Embora seja associada a um intenso déficit hídrico, a região Nordeste do Brasil enfrenta diversos meses de muita chuva. Em junho e julho, por exemplo, chegam a cair 400 mm de água, mais do que em janeiro e fevereiro no Centro-Sul, que seriam os meses equivalentes.

Nesse cenário, o cuidado com as plantas daninhas deve ser redobrado, pois na estação chuvosa elas têm germinação e emergência mais rápida. Segundo o pesquisador da ESALQ/USP, Pedro Christoffoleti existem cerca de 25 herbicidas posicionados para a época úmida utilizados no nordeste, porém, nenhum deles possui grande residual.

“Esse é o principal diferencial do Stone, que entra para preencher esta lacuna da região nordeste: um herbicida com alta eficiência no período úmido e que também tenha um longo residual.”
Essas características se devem ao fato de que o produto é composto pela associação de duas moléculas (diuron + sulfentrazone), que atuam de forma sinérgica para o melhor controle das plantas daninhas no período úmido e crítico para o canavial.